Conheça a história de algumas startups unicórnio

Nesta semana, a 99 entrou para a lista de startups unicórnio, sendo a primeira no Brasil a conseguir tal feito. Mas o que seria exatamente uma startup unicórnio?

Empresas assim nomeadas são aquelas avaliadas em US$ 1 bilhão ou que ultrapassam esse número. Ou seja, negócios que começaram com um tamanho reduzido, mas que tiveram a capacidade de crescer e chamar a atenção de investidores por meio de suas ideias inovadoras e pelo valor que geram aos consumidores. Tudo isso em um curto espaço de tempo.

Nos dias de hoje, algumas dessas startups são conhecidas por diversos brasileiros, pois os serviços oferecidos por elas são utilizados quando eles buscam mobilidade, entretenimento etc. Confira abaixo um pouco sobre como surgiram algumas das startups unicórnio mais populares no país.

Uber

A plataforma que busca conectar motorista e passageiro de modo ágil e seguro foi fundada em 2009, por Travis Kalanick e Garret Camp. A ideia do negócio surgiu quando os dois enfrentaram dificuldades para conseguir um táxi, em Paris. A partir dessa situação, imaginaram um serviço que pudesse disponibilizar um veículo com motorista, necessitando apenas de uma solicitação por meio do celular.

A princípio, o aplicativo era apenas voltado para um público de classe mais elevada, mas ao longo do tempo foram desenvolvendo novos serviços, tornando-o cada vez mais popular. Apesar de ter enfrentado alguns problemas, com taxistas, por exemplo, a startup continuou crescendo e conseguiu entrar para o grupo dos unicórnios.

Spotify

O aplicativo musical de streaming foi criado por Daniel Ek e Martin Lorentzon, no ano de 2006. A ideia nasceu a partir dos principais interesses de Daniel Ek, que eram música e tecnologia. Tendo o Napster como referência, o objetivo era superá-lo, por meio de algo mais prático, interativo e rápido.

Pouco tempo depois de seu lançamento oficial, em 2008, a empresa já havia feito negócio com diversas gravadoras de grande relevância no mercado musical. Ao passar dos anos, o aplicativo foi sendo adaptado e ganhando mais espaço. O Spotify não só se tornou um negócio de mais de US$ 1 bilhão, mas também teve a capacidade de mudar todo um mercado, transformando o modo como as pessoas consomem música.

Dropbox

A plataforma que permite o compartilhamento de arquivos através da internet foi criada por Drew Houston e Arash Ferdowsi, em 2007. Drew Houston já havia falhado em outras diversas tentativas de criar negócios. Entretanto, essa ideia, a que daria certo, surgiu quando ele percebeu ter esquecido seu pendrive.

Ao concluir que não queria mais passar por algo do tipo, começou a trabalhar no desenvolvimento do Dropbox. Na época, a ideia não parecia tão inovadora, porque já existiam serviços similares. O ponto chave foi o fato de nenhum deles serem muito utilizados. Atualmente, é possível perceber que a situação foi contornada pela empresa, que não só conseguiu visibilidade no mercado, mas também se tornou uma unicórnio.

Utilize essas histórias como inspiração e trabalhe para aumentar o valor da sua empresa, tornando-a uma Empresa Vendável. Precisa de um auxílio para tornar isso possível? Faça parte da nossa Área de Membros e tenha acesso a diversos conteúdos relevantes para a boa gestão de um negócio.

0 respostas

Deixe aqui seu comentário

Quer se juntar ao debate?
Sinta-se à vontade para contribuir!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *